Patagônia Chilena: como ir, o que fazer e quando ir

Patagônia Chilena: como ir, o que fazer e quando ir

Patagonia Chilena, como ir? Conhecida como o fim do mundo, a Patagônia Chilena impressiona por tanta beleza natural. Estivemos lá em Novembro de 2017 e gostamos muito. Veja nesse post o que fizemos durante nossa trip na Patagônia Chilena e aprenda a como ir, o que fazer e quando ir.

Diferente da Patagônia Argentina, a Patagônia Chilena é quase intocada pelo homem, permitindo assim que os animais estejam mais presentes na natureza e paisagens de tirar o fôlego estejam em todos cantos. 

Paisagem no parque Torres del Paine
Uma das paisagens do parque Torres del Paine

Se for visitar a Patagônia Chilena, tenha em mente que lá não tem tanta estrutura de turismo como a Patagônia argentina. Isso pode fazer com que a sua viagem encareça um pouco. Apesar de não ser uma viagem barata, vale muito a pena.

Imagine visitar um lugar com uma natureza linda, quase intocada e com lindas paisagens. Veja nosso post sobre como juntar dinheiro para viajar e tire essa viagem do papel!

Em poucos dias você poderá visitar a parques, glaciares, cavernas e a charmosa cidade de Puerto Natales.

Já adianto que para os radicais existem roteiros específicos para acampar por lá. Se quiser, veja como fazer trilhas e trekking em vários blogs disponíveis com esta temática.

Uma outra possibilidade também é combinar este roteiro com uma visita ao lado argentino da Patagônia. Nós não fizemos isso e até hoje nos arrependemos. Veja a seguir nosso roteiro.

Patagônia Chilena, como ir?

Confesso que foi uma viagem bem cansativa, por isso, considere 1 dia de deslocamento para ir e um dia de deslocamento para voltar.

Para chegar na Patagônia Chilena você levará algumas horas. Saímos de São Paulo em um voo até Santiago (pouco mais de 4 horas), depois pegamos uma conexão de Santiago até Punta Arenas (pouco mais de 3 horas) e finalmente de Punta Arenas até a cidade de Puerto Natales, em um ônibus que levou um pouco mais de 3 horas. É cansativo mesmo, mas ao chegar no destino final valerá muita a pena todo esforço de deslocamento.

Ao decorrer do texto você verá as fotos e chegará a conclusão que vai valer todos esforço do cansaço para chegar até a Patagônia.

Quando ir à Patagônia Chilena?

Dizem que é possível visitar durante o ano todo. Mas as melhores épocas são entre abril e maio e entre setembro a novembro.

Como fomos para a Patagônia Chilena no mês de novembro, fomos presenteados com um quase verão. O clima estava agradável, com períodos sol durante o dia e o vento sempre esteve presente.

Os dias eram mais longos, com um pôr do sol depois das 21h. Muito bonito de se ver.

O que fazer na Patagônia Chilena?

Aproveite nossas dicas a seguir para saber o que fazer quando visitar o fim do mundo.

  1.  Parque Torres del Paine
  2. Passeio de Barco pelo Glaciar Grey
  3. Glaciar Serrano e Balmaceda
  4. Cueva del Milodón 
  5. Conhecer a Cidade de Puerto Natales

Parque Torres del Paine

Parada obrigatória na Patagônia Chilena, seja para curtir um dia como nós fizemos ou vários dias como algumas pessoas fazem acampando ou em passeios.

Ir para Patagonia e não visitar o parque Torres del Paine é a mesma coisa de não ter ido! Se encante com as cores do parque e a natureza quase intocada pelo homem.

Vista de um dos lagos
A beleza de Torres del Paine é incrível

Glaciar Grey

Dentro do parque Torres del Paine se encontra o Glaciar Grey. Uma linda formação de gelo em um lago. Se prepare para o vento e o frio. Mesmo na época que fomos, não teve jeito: passamos frio. Mas foi incrível! É lindo demais.

Passando frio no Glaciar
Glaciar Grey, imperdível dentro do Parque Torres del Paine

Passeio de barco até Glaciares Serrano e Balmaceda

Navegando por águas geladas, você chegará até o Parque Nacional Bernardo O’Higgins. Nele estão localizados os glaciares Serrano e Balmaceda. As paisagens são incríveis! Um passeio de um dia que você não pode perder.

Vista de um glaciar
A incrível vista de um glaciar

Cueva del Milodón

Cueva del Milodón é uma caverna bem antiga, com pelo menos 12 mil anos. É uma parada bem legal para se fazer – nós a visitamos no fim do dia em que fomos até o Parque Torres del Paine. Neste passeio é possível conhecer um pouco mais da história local e dos animais que viviam por lá. 

Conhecer a cidade de Puerto Natales

Cidade Puerto Natales é pequena e aconchegante. Pessoas super simpáticas prontas para ajudar. Se tiver um tempinho sobrando ande por lá e aprecie o clima de cidadezinha.

Igreja matriz na cidade
Puerto Natales, uma cidadezinha charmosa

Nos surpreendeu andar pelas ruas, curtir a praça e contemplar a tranquilidade da cidade. Aquele lugar perfeito para relaxar e se desconectar.

Seguro Viagem: América do Sul
Affinity 15 Affinity 15 Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 1.000 (SUPLEMENTAR) R$ 16/dia*
AC 35 MUNDO (Exceto EUA) AC 35 MUNDO (Exceto EUA) Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 16/dia*
Intermac 15 Turístico Internacional Intermac 15 Turístico Internacional Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 350 (SUPLEMENTAR) R$ 18/dia*

Dicas para a Patagônia Chilena

Onde se hospedar

Nos hospedamos no Altiplanico Puerto Natales. Um hotel que parece uma caverna, pois sua construção foi feita com pedras.

A vista do hotel é simplesmente maravilhosa e o atendimento é muito bom. Quando fomos havia duas brasileiras que trabalhavam no hotel e isso ajudou bastante.

Fachada do hotel
Hotel Altiplanico

Café da manhã completo e gostoso. Quartos espaçosos e confortáveis. Indicamos demais esse hotel para quem vai à Patagônia Chilena.

Houve um período de chuva durante a viagem e estrutura do hotel foi essencial para que não ficássemos entediados.

Gastronomia

O hotel nos encantou tanto que comemos por lá mesmo na maioria das refeições. Com um menu bem variado e preços diversificados, além de uma gastronomia muito refinada. Aquela  culinária super completa e atendimento 10. Não deixe de provar o vinho chileno, ceviche, empanada e o pisco.

Agora se você gosta de explorar restaurantes locais, a cidade de Puerto Natales é perfeita para você, já que há uma boa oferta de lugares para todos os bolsos.

Agências de viagem

Não se esqueça de contratar uma boa agência de viagem para fazer os passeios, principalmente para o parque Torres del Paine e para visitar os glaciares. Nós contratamos agência COMAPA. Eles nos buscaram no hotel e após um dia inteiro de passeio, nos levaram de volta.

Vista do parque Torres del Paine
Fizemos o passeio de 1 dia ao Parque Torres del Paine

O guia foi fundamental para entender a história do local e também na hora de tirar fotos. Fizemos com eles os passeios para o parque Torres del Paine e a visita aos glaciares Serrano e Balmaceda.

Alguns viajantes optam por alugar um carro e explorar a região. Se esse é o seu plano, veja o nosso post sobre como alugar um carro na Rentcars.

Roupas adequadas

Uma viagem para a Patagônia requer preparo nas roupas também. O frio pode estar mais severo do que estamos acostumados e dependendo dos seus passeios, calçados e roupas especiais podem ser necessários.

Fizemos nossa compra em uma loja da Decathlon para essa viagem. O vendedor nos explicou absolutamente tudo e nos ajudou bastante.

Basicamente você precisa se vestir em camadas. Três camadas na parte de cima foi o suficiente e duas camadas na parte de baixo. Não se esqueça da bota impermeável e antiderrapante.

Não se esqueça do protetor solar e protetor labial, importantíssimos para enfrentar o frio, vento e clima seco também.

Arrumar a mala para uma viagem como essa exige organização. Veja o nosso post com dicas para organizar uma mala.

Documentação necessária

O Chile faz parte do acordo do Mercosul, ou seja, só com um RG atualizado você entra no Chile. Seu RG tem que ter no máximo dez anos. Porém, se você mudou muito durante esse período, faça um RG novo.

Principalmente crianças que já cresceram e não atualizaram a foto, evite problema e atualize. Só reforçando que somente o RG é aceito, não adianta ir com CNH.

Agora se você tem passaporte, leve ele. Afinal, é muito legal ir colecionando carimbos a cada país que você visita.

Precisa de seguro viagem para a Patagônia?

Não é obrigatório, mas é recomendável. Lembre-se você que estará em um clima bem diferente do que está habituado. Todo cuidado é pouco, viaje tranquilo e sem preocupações. Você pode cotar na Seguros Promo e usar o nosso cupom GASTEICOMVIAGEM5 para ter desconto.

Espero ter ajudado em sua pesquisa. Confesso que foi depois da minha viagem para a Patagônia  Chilena que peguei gosto por viajar. Não tem como não se encantar com tanta beleza, uma natureza linda e intocada. Vá até a Patagonia Chilena e nos conte como foi sua experiência! 

Não deixe de nos seguir no instagram e se inscreva no blog, assim você receberá uma notificação toda que fez escrevermos um novo post.

4 Comentários

  • Ta aí um lugar que quero ir… e logo. Obrigada por compartilhar dicas da patagonia chilena, A sua dica de hotel parece fantástica. Adorei

  • Ainda não conheço a Patagônia chilena e nem argentina. Gosto muito de ler sobre esses destinos, pois tenho muita vontade de visitar! Este post está bem completo e informativo. Parabéns!

  • Nossa que post completo!! Tenho muita vontade de conhecer a Patagônia e já anotei todas as dicas aqui! Parabéns pelo post!

  • Muito bom o seu post sobre a Patagônia Chilena, eu ainda não conheço e estou programando conhecer, o seu post me ajudou muito.

Deixe uma resposta