11 melhores viagens de um dia a partir de Veneza

Veneza é uma cidade maravilhosa, mas pode chegar uma altura em que os viajantes querem uma mudança de ritmo e de cenário, nem que seja só por um dia. Os visitantes têm muitas opções quando se trata de sair de Veneza por algumas horas. Salta num comboio ou faz uma excursão à beleza cénica dos Alpes do Sul, também conhecidos como os Dolomitas. Ou podem viajar pela costa de Itália ou pelo interior para cidades mais pequenas com grande património e beleza. Uma visão geral das melhores viagens de um dia a partir de Veneza:

Pap day trips from Venice

1. Lagoon Islands

Ilhas da lagoa A Lagoa de Veneza está repleta de ilhas, sendo as mais famosas as ilhas periféricas a norte de Murano, Burano e Torcello. Murano é famoso pelas suas vidrarias, onde os viajantes podem visitar lojas e ver artesãos a trabalhar, assim como várias igrejas históricas. Burano é uma ilha de pescadores que também é conhecida pelas suas rendas e casas pintadas a cores. Em tempos o Torcello era maior que Veneza; hoje é uma ilha calma e verde, famosa pelas suas antigas igrejas bizantinas, incluindo a Catedral de Santa Maria Assunta. Os Vaporettos ligam as ilhas a Veneza.

Como chegar às Ilhas da Lagoa

Por transportes públicos, é fácil visitar as belas ilhas espalhadas à volta da lagoa. Para chegar a Murano, por exemplo, demora apenas meia hora; a linha 3 de Vaporetto parte mesmo em frente à estação de comboios de Veneza Santa Lúcia. Estes comboios circulam com muita frequência, e a viagem é encantadora, à medida que passas por Veneza no caminho. Depois de explorares Murano à vontade, podes sempre saltar para outro Vaporetto até Burano; a linha 12 deve levar-te lá dentro de meia hora. Como Torcello está apenas a 15 minutos de distância na mesma linha, é muito fácil visitar as três num único dia. Outra opção encantadora para visitar Murano, Burano e Torcello é embarcar numa visita guiada que te leva pelas três ilhas a ver vidro a soprar, lindas rendas a serem feitas, e muitas igrejas antigas deslumbrantes e arquitectura impressionante. Com um guia especializado a acompanhar-te, aprenderás muito sobre a história de cada lugar e verás as principais vistas em exibição.

2. Verona

Verona Uma visita a Verona é obrigatória para os fãs de Shakespeare, pois Romeu e Julieta, Os Dois Cavalheiros de Verona e A Domesticação da Musa estão todos aqui. Os locais relacionados com as peças, no entanto, são superados pela igreja românica ornamentada de San Zeno Maggiore, que é considerada a maior atracção turística de Verona. Outra atração é a Ponte Scaligero, uma ponte construída no século I e reconstruída após a sua destruição na Segunda Guerra Mundial. A estrutura mais famosa de Verona, contudo, é a Arena, um enorme anfiteatro romano que se está a desmoronar por fora mas que ainda hoje funciona. Foi construído no século I d.C. em forma elíptica, e é o terceiro maior anfiteatro do mundo a sobreviver desde a antiguidade. Verona fica a 114 km de Veneza e pode ser facilmente alcançada de comboio ou de carro.

Como chegar a Verona

Localizado a oeste de Veneza, Verona não podia ser mais fácil de chegar por transportes públicos, e comboios regulares ligam as duas cidades. Salta para um comboio na estação de Veneza Santa Lúcia e sai pouco mais de uma hora depois em Verona. A partir da estação de comboios, estás a poucos passos do glorioso centro da cidade e de todas as suas espectaculares vistas. Para os visitantes interessados em saber mais sobre o fascinante passado de Verona, uma visita guiada à cidade é simplesmente obrigatória; isto não te levará apenas a ver a casa de Julieta, mas também o impressionante anfiteatro romano, o Duomo de Verona e a Ponte Castelvecchio. Com um guia conhecedor, esta maravilhosa cidade e os seus espantosos monumentos históricos e culturais ganharão vida diante dos teus olhos.

3. Dolomitas

As Dolomitas são consideradas uma das mais importantes áreas alpinas da Europa. Apesar de não serem as montanhas mais altas de Itália, os pináculos de cor vermelha das Dolomitas são os mais espectaculares do país. Um dos melhores lugares para desfrutar da experiência alpina é Cortina d$0027Ampezzo, popular entre os jet-setters e os entusiastas dos desportos de Inverno; Cortina foi o local dos Jogos Olímpicos de Inverno de 1956. O popular filme de 1963, O Pantera Cor-de-Rosa, foi filmado aqui. As Dolomitas são populares entre os caminhantes que querem caminhar nas suas muitas trilhas. O espectacular cenário das Dolomitas fica a pouco mais de 160 km de Veneza.

Como chegar às Dolomitas

A chegada às Dolomitas por transporte público desde Veneza é exequível, mas como leva bastante tempo, é uma boa ideia começar cedo e planear a tua viagem com bastante antecedência. A forma mais fácil de lá chegar é de comboio de Veneza para Calalzo di Cadore. A partir daqui, apanha um autocarro para Cortina d’Ampezzo, que se encontra no meio das Dolomitas. Geralmente, isto vai levar cerca de três horas e meia de ida e volta, dependendo do tempo de transferência. Podes também sair da cidade para o aeroporto de Veneza e apanhar um autocarro directo de duas horas para Cortina a partir daí.Conduzir para as Dolomitas é outra opção; embora isto signifique que podes parar onde quiseres, as estradas podem ser bastante estreitas e sinuosas, com algumas curvas para levantar e levantar o cabelo. As direcções, no entanto, são muito simples; tudo o que tens de fazer é sair de Veneza e apanhar a A27 em direcção ao norte. Quando chegares à Ponte nelle Alpi, ela torna-se a SS51 e podes segui-la até Cortina d$0027Ampezzo. A viagem demora cerca de duas horas, e depois de veres Cortina, há muitas estradas encantadoras de montanha para explorar através das espectaculares Dolomitas.Se nenhuma destas duas opções se adequa às tuas necessidades, recomendamos que faças uma visita guiada. Com uma visita aos belos picos de Tre Cime di Lavaredo e uma paragem em Cortina incluída, juntamente com um passeio pelo Lago Misurina – também conhecido como «a Pérola das Dolomitas» – este passeio é uma forma fantástica de ver o máximo possível desta bela parte de Itália num único dia.

4. Asolo Castelfranco

Asolo Castelfranco A pouca distância uns dos outros, muitas pessoas combinam Asolo -$0027 a Cidade dos Cem Horizontes$0027 – e a cidade murada e medieval de Castelfranco numa viagem de um dia inesquecível. Enquanto o primeiro é famoso pelo seu glorioso cenário montanhoso que oferece vistas deslumbrantes sobre a paisagem circundante, Castelfranco é conhecido principalmente como o local de nascimento do famoso pintor renascentista Giorgione. Para além disto, é também um local encantador para passear. O centro medieval foi muito bem preservado, com o seu belo Duomo, o espectacular Teatro Accademico, e a imponente Torre Civica entre os seus monumentos mais impressionantes. Asolo tem vários monumentos históricos e culturais para mostrar, como a sua esplêndida catedral e a fortaleza no topo da colina. É por uma boa razão que também é conhecida como $0027 a Pérola de Veneto$0027.

Como chegar a Asolo Castelfranco

Visitar Asolo e Castelfranco num dia de transporte público é muito fácil de fazer; este último é apenas uma hora de comboio desde Veneza. Depois de explorares a majestosa cidade murada, podes apanhar o autocarro 204, que te levará até Ca vescovo em apenas 25 minutos. É uma caminhada de 20 minutos numa encosta íngreme para chegares a Asolo, onde podes desfrutar de vistas deslumbrantes da paisagem rural circundante.Conduzir para ambos os locais é outra opção e significa que também podes visitar qualquer um dos locais circundantes, como Cittadella e Bassano del Grappa, desde que tenhas tempo suficiente. De Veneza a Castelfranco, a viagem é de apenas uma hora, e as direcções são bastante simples. Depois de deixares a cidade no SR11, terás de ficar no SR245 até chegares à cidade medieval. Chegar a Asolo a partir de Castelfranco demora meia hora. Segue o SP667 norte antes de tomares o SP6, que te levará directamente à cidade no topo da colina. Se estiveres com um pouco de pressa, fazer uma visita guiada pode ser a forma mais fácil de ver a maior parte desta bela parte de Itália num único dia. Para além de visitares Asolo, Castelfranco e Bassano del Grappa, deixarás a cidade tendo aprendido muito sobre cada local histórico. Os destaques incluem o Castelo de Caterina Corner em Asolo e o espectacular Duomo di Castelfranco.

5. Vicenza

Vicenza A apenas 60 km de Veneza situa-se a histórica e cosmopolita cidade de Vicenza. É famoso pela sua arquitectura, especialmente pelos edifícios de Andrea Palladio, que construiu vários, dos quais o Teatro Olimpico é um dos seus mais famosos. Os visitantes vão querer vaguear pelo centro histórico, parando para visitar museus, galerias de arte e praças públicas, como a Piazza dei Signori, também desenhada pelo Palladio. Na periferia da cidade está a Villa Rotonda, o ponto alto, e por vezes o principal motivo, de uma viagem a Vicenza. Desenhado por Palladio em 1591, contém todas as suas ideias revolucionárias num único edifício perfeito. Por muito harmonioso que seja o exterior, o interior também é impressionante, pois é inteiramente fresco com cenas de tromp l$0027oeil da vida diária ideal da villa.

Como chegar a Vicenza

Como os comboios directos ligam regularmente Veneza a Vicenza, não leva tempo nenhum a chegar à pequena cidade por transportes públicos. A viagem demora cerca de 45 minutos, e como Vicenza é bastante compacta, é fácil de andar por todo o lado. Estando na mesma linha de comboio, poderás visitar Verona ou Pádua no mesmo dia depois de veres Vicenza.

6. Pádua

Pádua Uma popular viagem de um dia de Veneza, Pádua pode ser a cidade mais antiga do norte de Itália, supostamente fundada pelos Troianos no século XII AC. Para além da história antiga, a principal atracção da cidade é a Capela Scrovegni, que alberga uma importante série de frescos pintados por Giotto nos seus últimos anos; os frescos são considerados uma obra-prima da pintura do século XIV na Europa. A Basílica de Santo António, onde o apóstolo São Marcos está enterrado, é o lar de alguma arte impressionante, incluindo uma escultura equestre de Donatello. Os visitantes vão querer fazer uma pausa na Caffé Pedrocchi que serve clientes desde 1831.

Como chegar a Pádua

Por transportes públicos, demora meia hora a chegar a Pádua a partir de Veneza e os comboios partem com muita frequência. Depois de saíres, é apenas uma caminhada de dez minutos através do rio Benta para ver vistas espectaculares, como a Capela Scrovegni. Depois de teres visto Pádua, vale a pena visitar Vicenza ou Verona, que estão mais longe ao longo da mesma linha de comboio.Uma outra forma memorável de visitar Pádua desde Veneza é juntares-te a um cruzeiro de barco que te levará ao longo do rio Brenta até à cidade histórica. Para além de passares por paisagens encantadoras pelo caminho, também vais parar em três lindas vilas venezianas e na encantadora vila de Oriago. Para além de apreciares as fabulosas vistas, também aprenderás muito sobre a história e a cultura da região, graças ao teu guia informativo e interessante.

7. Florence

Florence Conhecida em todo o mundo por ser o berço da Renascença, Florence demora apenas duas horas a chegar de comboio desde Veneza; como tal, é uma visita obrigatória se tiveres a oportunidade. Com vistas espectaculares como a Ponte Vecchio, Piazza Signoria e Santa Maria del Fiore – a deslumbrante catedral em cúpula que se senta no coração da cidade – Florença é realmente uma alegria para explorar. Onde quer que vás, vais encontrar arte e arquitectura fantásticas, e tanto as Galerias Uffizi como Accademia estão repletas de obras de arte incríveis. Com belas igrejas e pequenos cafés e restaurantes encantadores, as suas piazzas são ideais para relaxar. No final do dia, terás dificuldade em arrancar-te e regressar a Veneza.

Como chegar a Florença

Como os comboios directos ligam Veneza a Florença, não demora tanto tempo a passar de um para o outro. Em pouco mais de duas horas após a tua partida, poderás vaguear por locais como o Duomo e a Ponte Vecchio. Quando chegas à estação Santa Maria Novella de Florença, estás apenas a uma curta caminhada de muitas das suas mais impressionantes atracções. Outra opção para visitar Florença é fazer uma viagem de um dia à parte mas organizada à maravilhosa cidade renascentista. Isto inclui bilhetes para o comboio de alta velocidade de ida e volta, assim como um passeio de autocarro por Florença. Com tanto para ver e fazer, podes explorar a cidade ao teu próprio ritmo, parando para ver o que te dá prazer.
<

8. Bassano del Grappa

Bassano Situado num belo cenário com o sopé dos Alpes a elevar-se atrás dele e o rio Brenta a correr através dele, Bassano del Grappa é uma óptima viagem de um dia desde Veneza, e há muito para ver e fazer. Além de ostentar palácios, igrejas e maravilhas arquitectónicas impressionantes que datam tanto da Idade Média como da Renascença, a cidade é também famosa pelo forte espírito de grappa que aqui é produzido. Enquanto a Piazza Garibaldi e a Piazza della Liberta podem ser o coração da vida em Bassano del Grappa, a bela Ponte degli Alpini é sem dúvida a sua atracção mais popular; é certamente um óptimo local para tirar uma ou duas fotografias memoráveis antes de regressar a Veneza.

Como chegar a Bassano del Grappa

Localizado a noroeste de Veneza, Bassano del Grappa é facilmente acessível por transportes públicos, e uma linha de comboio directa liga os dois locais. Os comboios funcionam com muita frequência e a viagem demora apenas uma hora e 15 minutos. Assim que chegares, o pitoresco centro da cidade fica apenas a uma curta caminhada. Outra opção é fazer uma visita guiada; esta é uma óptima maneira de conhecer as encantadoras vilas das colinas venezianas. Com paragens em Bassano del Grappa, Asolo e Marostica incluídas, juntamente com uma prova de prosecco numa vinha local e uma visita a uma villa paladiana, é um dia repleto de acção, e tens a certeza de que vais tirar memórias carinhosas de tudo o que viste e fizeste.

9. Ravenna

Ravenna As igrejas antigas de Ravenna, algumas das quais datam de há 1500 anos, são uma boa razão para fazer a viagem de comboio de duas horas a partir de Veneza. Estas igrejas contêm alguns dos melhores mosaicos bizantinos da Europa. A parte central da cidade é popular entre peões e ciclistas que param para ver a Basílica de San Vitale com fabulosos mosaicos como cenas com os Apóstolos; a Piazza del Populo, a praça da cidade que data dos anos 1500; o colorido Mercato Coperto mercado interior para petiscos; e o Mausoléu de Gallia Placidia com os seus fantásticos mosaicos.

Como chegar a Ravenna

Localizado quase directamente a sul de Veneza, Ravenna demora apenas cerca de duas horas a chegar de comboio, embora isto envolva uma mudança em Bolonha. Salta para um comboio na estação Venice Santa Lucia, depois muda para um comboio para Ravenna a partir de Bolonha. As plataformas estão claramente sinalizadas, e assim que chegares, vais encontrar-te no coração de Ravenna.

10. Lago Garda

Lago Garda O maior lago italiano, o Lago Garda, é um prazer absoluto de visitar, e as suas águas cintilantes estão cheias de cidades e vilas encantadoras que se estendem ao longo da costa do lago. Como tal, há muitos lugares para visitar; uma das atracções mais populares é o belo Castello Scaligieri, que está localizado em Sirmione. Apesar de Desenzano del Garda e Peschiera Del Garda serem duas das principais portas de acesso ao Lago Garda, vale a pena explorar um pouco mais o campo para visitar lugares como Riva del Garda e Gardone Riviera; ambos estão situados no meio de um cenário absolutamente deslumbrante. Não podes mesmo errar onde quer que vás, no entanto, como em qualquer lugar que vás, serás abençoado com vistas deslumbrantes sobre o lago com belas montanhas à distância.

Como chegar ao Lago Garda

De Veneza, leva apenas uma hora e meia a chegar ao glorioso Lago Garda por transportes públicos. Salta para um comboio na estação Venice Santa Lucia e desce na estação Peschiera del Garda com o lago a brilhar à tua frente. A partir daqui, podes apanhar outro comboio ao longo da margem oriental do Lago Garda para visitar algumas das encantadoras cidades e aldeias da zona, ou fazer um passeio de barco no próprio lago. Em alternativa, podes apanhar o comboio um pouco mais longe até Desenzano del Garda, a maior cidade do lago.Por carro, demora uma hora e meia a chegar a Peschiera del Garda. As indicações são simples de seguir; tudo o que tens de fazer é ir para oeste de Veneza e apanhar a E70, que vai directamente para o Lago Garda. Depois de chegares, podes estacionar e dar um passeio de barco no lago ou partir para explorar algumas das encantadoras vilas e aldeias pitorescas que se estendem pelas margens do lago. Enquanto a condução tem as suas vantagens, durante o Verão, as estradas à beira do lago podem ficar bastante congestionadas e os lugares de estacionamento podem ser difíceis de encontrar. Depois de visitares o lago, podes parar na vizinha Verona no caminho de regresso a Veneza.

11. Bolonha

Bolonha Casa da universidade mais antiga do mundo, Bolonha vale bem uma visita. Está repleto de uma arquitectura encantadora e de uma série de monumentos históricos e culturais impressionantes. A Piazza Maggiore, por exemplo, está rodeada de magníficos edifícios, e a Basílica de San Petronio e o Palazzo del Podesta são apenas dois dos destaques. Famosa pelas suas belas colunatas que se encontram em toda a cidade, Bolonha é considerada pelos italianos como uma das mais belas cidades do país. Tem também um dos maiores centros históricos de Itália. Devido à sua grande população estudantil, Bolonha tem um ambiente jovem e animado; as ruas estão repletas de bares, restaurantes e cafés para tu visitares.

Como chegar a Bolonha

Por comboio, demora apenas uma hora e meia a chegar a Bolonha a partir de Veneza, por isso num instante vais dar por ti a passear pela cidade histórica e a receber os fabulosos pontos turísticos. A estação ferroviária principal fica a cerca de 20 minutos a pé da Piazza Maggiore, no centro da cidade. No caminho, vais passar por muitos edifícios antigos e encantadores e arquitectura deslumbrante.

Munich, a capital da Baviera, é uma cidade com uma história rica.

Related Stories

Llegir més:

10 Ruas Mais Famosas do Mundo

Embora a maioria das cidades tenha milhares de ruas, uma ou duas ruas tornam-se...

10 Maiores Castelos do Mundo

Encontrar o maior castelo do mundo não é tão simples como parece. Em primeiro...

15 Principais Atracções Turísticas em Praga

Tendo acolhido duas vezes os Jogos Olímpicos de Inverno, Innsbruck está rodeada de belas...

10 Coisas para fazer em Marselha

A segunda maior cidade da França, Marselha pulsa com vitalidade a partir da sua...

Como Passar 2 Semanas em Espanha Exemplo de Itinerário

Espanha evoca imagens de castanholas e dançarinos de flamenco, tapas e jantares nocturnos, e...

As 14 cidades mais encantadoras da Áustria

A Áustria é conhecida pelas suas altas montanhas e belas grandes cidades, como Salzburgo...